Lago Inle, Myanmar – Porque a Visita Vale à Pena!

Imagine um lago vasto e tranquilo, com águas cristalinas, cercada por pântanos, jardins flutuantes, casas de palafitas, mosteiros e templos budistas.

Projete pessoas remando com as pernas, fazendo movimentos que parecem que estão dançando um ballet; pescadores locais utilizando cestas enormes em forma de cones, em vez das comuns e desprovidas de beleza varas de pescar; “mulheres girafas” tecendo roupas com tecidos feitos de flores de lótus; homens e mulheres fazendo charutos artesanais com casca de milho, e esculpindo delicadamente jóias de prata.

Vou te dizer que esse lugar que parece ter saído de um livro de fantasia, existe e está localizado em Mianmar. Bem-vindo ao Lago Inle!Lago Inle

Lago Inle

Inle é um lago de água doce não muito profundo localizado no meio de Myanmar, ao sudeste de Mandalay. É o segundo maior lago do país, com uma área superficial de 116 km², e uma população estimada de 70.000 pessoas vivendo em quatro cidades que fazem fronteira com o lago.

Confesso que não estava esperando muito do Lago Inle, e até mesmo pensei se deveria visitá-lo ou não. Será que este lago é tão diferente assim de todos os outros que visitei?? Eu vou lá apenas para fazer um passeio de barco? Será que vai valer a pena?

Com todas estas questões em minha mente, decidi pegar um ônibus noturno e, em seguida, um táxi de Mandalay para Nyaung Shwe, a cidade onde Lago Inle está localizado, para descobrir por que este lago é um dos lugares mais visitados em Myanmar.
lago inle

Nyaung Shwe

Cheguei em Nyaung Shwe no início da manhã, e depois de encontrar um hotel, descansar, e tomar o café da manhã, fui dar uma volta na cidade.

Nyaung Shwe é pequena, e não há muitas coisas para fazer além de visitar algumas feirinhas, mosteiros e pagodes, e andar de bicicleta ao redor do lago.

A atividade mais popular em Nyaung Shwe é fazer o passeio de barco no Lago Inle.

lago inle, Myanmar
Rua principal de Nyaung Shwe

Passeio de Barco no Lago Inle

No meu segundo dia em Nyaung Shwe, acordei de manhã cedo, e encontrei o barqueiro que me levaria para fazer o passeio no Lago Inle em seu barco de madeira com motor de popa.

Às 07h30min começamos navegando ao longo de um canal que atravessa a rua principal de Nyaung Shwe. Neste ponto, antes de chegar ao lago em si, a água barrenta e as margens do canal cheias de casas e hotéis não eram tão atraentes como esperava…

Ainda não tinha certeza que esse passeio seria bom, e que minha viagem para o Lago Inle valeria à pena.

lago inle
Essa água barrenta não é muito animadora, não é mesmo?!

Mas tudo mudou no momento em que entramos no lago.

Estava de frente a um lago imenso e belo com águas cristalinas, rodeado por enormes montanhas. Pescadores estavam realizando “um ballet sobre as águas”, pois remavam com apenas uma perna, e seguravam uma cesta cónica, conhecida como “ngaphankon”, que eles usam para pescar.

Foi absolutamente incrível ver aqueles homens de pé em seus barcos se equilibrando em apenas uma perna, e segurando uma cesta tão alta quanto eles, enquanto posavam para fotos.

É claro que eles também estavam esperando por gorjetas, mas por um valor pequeno, eu tinha não só uma das imagens mais icônicas de Myanmar, mas também estava entrando em um mundo que nunca tinha visto antes…

lago inle, Myanmar

Com um grande sorriso no rosto e o sol brilhando no céu, continuamos navegando através das águas claras para a nossa primeira parada.

Passamos por dezenas de jardins flutuantes onde os moradores cultivam tomates, pepinos, pimentões, etc; e de casas de palafitas de um e dois andares, até que chegamos a uma ponte que liga o lago à uma vila em terra firme.

Depois de desembarcar e caminhar por cerca de 10 minutos, cheguei numa feirinha muito colorida e animada, com pessoas vendendo flores, frutas, legumes, carne, roupas, lembranças e alimentos que nunca provei antes.

Tudo era muito simples e as pessoas pareciam estar se divertindo tanto quanto eu…
lago inleSaí da feira, encontrei meu barqueiro novamente, e cruzamos o lago para nossa segunda parada: um ateliê de jóias de prata. Não esperava de forma alguma aprender um pouco mais sobre o processo de obtenção da prata à margem de um lago em Mianmar; mas ouvi-los falar sobre ácido nítrico, zinco, alumínio e cobre me trouxe de volta ao tempo que estudava química na universidade, e fiquei ainda mais alegre.

lago inle
Jóias com design tradicionais.

A poucos minutos de distância da oficina de ourives, paramos em uma fábrica de tecelagem e, depois de ver as mulheres tecendo tecidos usando teares, descobri que eles fazem o tecido com de flores de lótus.

O que??? Fiquei muito surpreso e cético quando vi a placa, mas diante dos meus olhos, elas quebraram as hastes de flores de lótus, extraíram as fibras, e formaram os fios. Fiquei sem palavras !! Nunca imaginei que poderiam fazer um cachecol com tecidos de flores de lótus. E os tecidos são tingidos com pigmentos naturais também, como manga, folha de lótus, etc.

Não era nem meio-dia ainda, mas meu passeio pelo Lago Inle ia muito melhor do que esperava, e já estava me sentindo grato por fazê-lo.

A terceira parada foi em Inn Joe Phyu, Inle traditional Artcrafts & Cheroot. Não sou um grande fã de charutos, mas foi super interessante aprender sobre este processo artesanal.

Eles fazem o filtro com casca de milho e papel, misturam o tabaco com anis, mel, banana e hortelã, e fazem a cola com tamarindo, arroz, e água. Tudo natural. Incrível!!

Lago InleEmbora esses lugares possam ser considerado muito turísticos, fiquei realmente impressionado e emocionado ao ver todas essas coisas durante a minha visita ao Lago Inle.

Nós continuamos nossa jornada, desta vez para visitar um pagode. Phung Daw Oo é um dos pagodes mais importantes no Lago Inle, e foi construído a mais de 100 anos atrás.

O sol estava muito forte e, depois de visitar todos esses lugares, foi hora de fazer uma pausa para o almoço e descansar um pouco na sombra.


Após o almoço, navegamos ao longo de um dos canais para nossa próxima parada, outra fábrica de tecelagem, mas desta vez com uma trabalhadora muito especial, uma “mulher girafa”.

Não foi meu primeiro encontro com uma dessas mulheres, mas foi a primeira vez que tive oportunidade de aprender um pouco mais sobre as mesmas.

Elas são originalmente do Estado Kayah e, de acordo com a tradição local, elas começaram a colocar os anéis em torno dos pescoços para protegê-las contra ataques de tigre. Hoje em dia, não existem mais tigres na região das suas aldeias, mas a tradição continua. Várias dessas mulheres migraram para diferentes partes de Mianmar e até mesmo outros países, a fim de encontrar trabalho.

Deixei a fábrica muito feliz por ter tido a oportunidade de finalmente aprender mais sobre essas mulheres icônicas que estão desaparecendo rapidamente.

Lago Inle
As “mulheres girafas” começam a usar os anéis de bronze quando aos 9 anos. Os do pescoço pesam cerca de 8kg, e das pernas, para manter o equilíbrio, 2kg.

Nossa parada final foi na vila Nga Hpz Chaung para visitar o famoso Kyaun Khon Kyaung (Mosteiro dos Gatos Saltadores), que foi construído em 1855, quatro anos antes do renomado Mandalay Palace.

Este impressionante mosteiro de madeira teca foi construído sobre palafitas sobre o lago, e tem uma importante colecção de imagens antigas de Buda do Tibete, Bagan e em estilo Ava.

Visitar este mosteiro foi fantástico, no entanto eu só vi dois gatos, e nenhum deles estava saltando os aros…

Lago Inle
Alguns dos Budas do “Jump Cat Monastery”

No caminho de volta para Nyaung Shwe, tive oportunidade de flutuar novamente sobre as águas translúcidas do Lago Inle, admirar a paisagem estonteante, e assistir ao “ballet” do pescadores pela última vez. O cenário era super pitoresco e me senti cheio de gratidão.

Meu barqueiro ainda perguntou se eu queria pular na água. Claro que sim, e como queria, mas infelizmente não estava usando roupas apropriadas…

O passeio de barco terminou em torno das 15h30min, e não deixou dúvida que Lago Inle é um lugar muito especial e surpreendentemente encantador, e que você não pode deixar de visitá-lo durante sua viagem para Myanmar.

Boa viagem e aproveite o passeio.

Reserve agora o Fascinating Inle Lake Full Day Tour com Viator, uma empresa do grupo Trip Advisor.

Lago Inle fazer em Mandalay 3 dias em Mandalay coisas para fazer em Londres
Não vacile! Viaje sempre com um seguro de viagem.

Visitando Lago Inle

  • Onde fica o Lago Inle?

Lago Inle está localizado em Nyaungshwe um distrito de Taunggyi no Estado de Shan, parte de Shan Hills em Myanmar (confira o mapa aqui).

  • Como chegar em Lago Inle?

Você pode ir ao Lago Inle de avião, ônibus ou trem.

* De avião (somente voos domésticos)
Esta é a maneira mais fácil e mais confortável para ir ao Lago Inle, e o aeroporto mais próximo é em Heho, cerca de 1 hora de táxi de distância do lago. Do aeroporto para Nyaung Shwe você precisa pegar um táxi, que custa 25.000 Kyats (US$ 18,5).

Você pode reservar seus voos com Skyscanner ou Momondo, que são os sites que eu uso e confio.

* De ônibus

Viajar de ônibus é a forma mais barata e mais fácil para se locomover em Myanmar. Ônibus partem diariamente, e custam em torno de US$ 14-20 de Yangon (12 horas), ou US$ 12 (7-8 horas) de Mandalay.

Há 2 ônibus de Bagan saindo às 7h30min e 19h30min; a viagem dura 8,5h para Nyaung Shwe, e custa 11.000 Ks (US$ 8,1). Você pode comprar sua passagem no site da Famous Traveller Express ou Myanmar Bus Ticket.

* De trem
Há trens que partem de Kalam, Thazi  e até mesmo Yangon (direto), para Shwe Nyaung, uma cidade que está situada à apenas 13 km de distância de Nyaung Shwe. O trem de Yangon leva cerca de 30h…

  • Melhor Época para Visitar 

A melhor época para visitar Inle Lake, e Myanmar de modo geral, é de novembro a fevereiro, quando os dias não são tão quentes e as noites mais agradáveis.

De junho a setembro é a época das monções e as estradas estão em condições péssimas; de março a maio é o período de estiagem.

Visitei Mandalay março 2017, e o tempo estava muito quente e seco.

  • Onde ficar em Inle Lake?

Alguns do hotéis em Nyuang Shwe (Lago Inle) que eu recomendo são:

* Ecômico: Ostello Bello Nyaung Shwe.

* Ótimo Custo/Benefício: The Hotel Emperor-Inle e Inle Apex Hotel.

* Luxo: Aureum Palace Hotel & Resort Inle e Myanmar Treasure Resorts Inle.

  • Alguns do meus gastos em Lago Inle

* Cinco meses de seguro de viagem: R$ 834 com World Nomads
* Ônibus de Bagan para Shwe Nyaung: 13000 Ks (R$ 31)
* Táxi de Shwe Nyaung (Junction) para Nyaung Shwe: 5000 Ks (R$ 12)
* Taxa de Entrada em Nyaung Shwe: US$10 (R$ 32,5)

  • Outros passeios no Lago Inle com Viator

* Inle Lake Treeking – Dia Inteiro
* Passeio de Bicileta Privativo para visitar um Vinícola e ver o pôr-do-sol
* Passeio de Bicicleta para Red Mountain incluindo degustação de vinho 

Porque você não pode deixar de visitar o Inle Lake durante sua viagem a Myanmar.
Porque você não pode deixar de visitar o Inle Lake durante sua viagem a Myanmar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.