Três dias em São Petersburgo, Rússia

São Petersburgo

Eu nunca pensei em visitar de São Petersburgo até que estudei sobre a cidade na faculdade na classe de Destinos Mundiais. Quando li sobre suas igrejas únicas e que o Museu Hermitage é um dos mais importantes do mundo, imediatamente fiquei fascinado com esta cidade. Além disso, o fato de que a cidade foi projetada principalmente por arquitetos franceses e italianos me deu mais vontade ainda de visitá-la.

Desembarquei em São Petersburgo depois de um vôo 1h20min de Moscou. Tem ônibus saindo do aeroporto com freqüência e conectando ao metrô; a viagem é super curta e barata, menos de US$ 1. Moskovskaya é uma estação antiga e bastante intrigante com paredes espessas e você só vê o trem quando ele chega e a porta de ferro fundido abre. De lá eu fui para o hotel localizado perto da avenida principal Nevsky Prospekt, que é ampla e muito movimentada, cheia de lojas, restaurantes, hotéis e belos edifícios.

Após o check-in e almoço, peguei um ônibus para o Museu Hermitage. O ônibus desceu a Nevsky Avenue e quando caminhava para o museu, pude ver um arco grande e impressionante dando acesso à Palace Square, onde o museu está localizado. Palace Square (Praça do Palácio) é muito grande e uma das mais importantes praças em São Petersburgo. No meio dela tem a Coluna Alexander, um único monólito de granito vermelho com um anjo segurando uma cruz no topo, tem quase 4m de altura, e representa a vitória militar da Rússia contra Napoleão. De um lado está o Palácio de Inverno (O complexo Principal do Museu) um edifício monumental estilo barroco, e do outro lado “The General Staff Building” (também parte do Museu Hermitage) unidos por um arco a alguns prédios do governo.

Havia uma enorme fila para comprar ingressos, e eu instintivamente decidi caminhar até a bilheteria onde encontrei dois caixas eletrônicos e comprei o meu bilhete sem fila alguma. O preço é super justo, em torno de US$ 10, e permite acesso ao prédio principal e os anexos. Assim que entrei no Palácio de Inverno fiquei boquiaberto! O palácio russo da metade do século XVII recebe os visitantes com uma escada majestosamente decorada, com tapete vermelho, colunas em estilo grego, estátuas caprichosamente desenhadas e com molduras douradas. Eu estava apenas começando minha visita e a Escadaria Jordânia já me tirou o fôlego…

Saint Petersburg São Petersburgo
Museu Hermitage.

O Museu Hermitage é importante porque existem mais de 3 milhões de obras de arte, mas além disso, o palácio é lindo! Na verdade, eu amei o edifício em si mais do que a coleção de arte. Cada sala é diferente, cheia de detalhes com madeira elaborada e pisos de mármore, maçanetas imaginativas, móveis projetados, lustres e candelabros lindíssimos, colunas majestosas e portas e tetos pintados com motivos divinos. Eu estava em êxtase e me senti como uma criança visitando um museu pela primeira vez.

Saint Petersburg São Petersburgo

A inspiração para alguns das salas vem de Versailles, Grécia Antiga, e do Palácio do Vaticano. Cada passo que eu dei e cada sala que visitei, eu fiquei encantado. Uma das minhas salas favoritas foi um altar em estilo rococó adornado por estátuas banhadas a ouro, com imagens artesanais de anjo também cobertas com ouro, molduras douradas, pinturas e um piso de madeira geométrico e super bonito.

Vi importantes obras de arte de artistas renomados, como Leonardo da Vinci e Michelangelo em um museu de primeiríssima classe, mas para mim o edifício em si é uma obra-prima.

Saint Petersburg São Petersburgo
Corredor inspirado na Capela Cistina.

Deixei o Palácio de Inverno boquiaberto com tanta beleza e decidi passear pela cidade e caminhar de volta para o hotel. O sol estava se pondo e da avenida principal pude ver o céu mudar de cores e admirar a beleza arquitetônica com influência europeia da cidade.

Meu segundo dia em São Petersburgo começou com um Free Walking Tour e o ponto de encontro foi a Coluna Alexander. O passeio foi muito útil e passou por importantes pontos históricos da cidade, como a Catedral de Santo Isaac, Admiralty, e o Palácio de Inverno; também aprendi sobre suas personas lendárias, como Pedro o Grande e Catarina a Grande.
Após o walking tour me dirigi para uma das igrejas mais emblemáticas que eu queria visitar: A Igreja do Salvador do Sangue Derramado. A igreja que na verdade tornou-se um museu desde 1970, foi totalmente restaurada e re-inaugurada em 1997 e está localizada exatamente onde Alexander II (a czar russo) foi fatalmente ferido em 01 de março de 1881. É um belo exemplo de uma igreja de estilo russo projetado por Alfred Parlan.
O exterior do museu é simplesmente espetacular !! A fachada é super colorida feita com tijolo vermelho e marrom, ricamente decorada com azulejos esmaltados com fino acabamento, e tem cinco cúpulas centrais com cruzes douradas na parte superior das mesmas. Fiquei surpreso e muito curioso para entrar.

Saint Petersbrug São Petersburgo

Se fiquei espantado com a fachada, quando entrei no museu e vi seu interior fiquei hipnotizado e sem palavras. Mais de 7500 metros quadrados de mosaico relacionados com o assassinato de Alexander II e a crucificação de Cristo cobrem todas as paredes, colunas e teto. Eu nunca vi nada igual antes… Na verdade a Igreja do Salvador do Sangue Derramado tem a segunda maior coleção de mosaicos do mundo.
Os mosaicos são extremamente bonitos, coloridos, com predominância azul e um estilo modernista e pintura bizantina. Fiquei fascinado com os halos vívidos de ouro em algumas imagens que brilhavam refletindo a luz do sol que atravessava as janelas.

Saint Petersburg São Petersburgo

As paredes e abóbadas representam cenas da Natividade à Assunção de Cristo. Existem mais de 600 ícones, incluindo santos russos, mártires e apóstolos. O que me chamou mais atenção foi o altar com uma imagem magnífica de Cristo e também uma outra imagem de Cristo no ponto mais alto da igreja como se Ele estivesse observando tudo… Meu pescoço começou a doer, porque fiquei olhando para essas duas imagens muito tempo. Estava em êxtase e meus olhos brilhavam!

Há também um altar impressionante em memória de Alexandre II, com colunas feitas de jaspe cinza-violeta das regiões Urais e de Altai. Na verdade tem mármores da Noruega, Alemanha e Rússia lapidados por artesãos habilidosos que criaram verdadeiras obras de arte, tal como o impressionante piso com 45 padrões de mosaico que nunca se repetem.

Saint Petersburg São Petersburgo

Não sei quanto tempo gastei visitando o museu, mas quando eu estava prestes a sair, decidi demorar tanto quanto eu pude e me certificar de que vi todos os detalhes e cantos deste lugar de outro mundo. Naquela noite eu vi uma ópera no Mariinsky Opera Theater, outro edifício histórico em São Petersburgo.

No meu último dia na cidade fui para Palácio Peterhof, Palácio de Verão, outro tesouro de São Petersburgo. Do hotel peguei o metrô para a Estação Baltiskiy, e em seguida um microônibus para o palácio. Demora menos de uma hora e é a opção mais barata para chegar lá. Entrei no complexo através do Jardim Superior, que é de graça, mas para aceder a parte inferior do jardim e ao Grande Palácio, tive que comprar dois bilhetes diferentes. As fontes de Peterhof são de cair o queixo! No total 64 fontes e mais de 200 estátuas de bronze derramam poderosos jatos de água. Mais uma vez eu fiquei sem fôlego em São Petersburgo…

A Grande Cascata vai da fachada norte do palácio através do Canal Marine para o mar. A vista das fontes com o palácio atrás é impressionante! Infelizmente, o tempo naquele dia não estava bom e eu imaginava como seria com o céu azul e o sol brilhando… Depois de passear ao redor do enorme jardim, subi as escadas que dão acesso ao palácio e vi as fontes de uma outra perspectiva, e também pude ver o Marine Canal toda a extensão até o mar.

Para entrar no Grand Palace existem duas filas: uma para os russos e outra para estrangeiros. O palácio de verão é lindo e tem algumas salas suntuosas com móveis do século XIX; papéis de parede de seda da China, pinturas e pisos de madeira bonito, todos retratando o glamouroso estilo de vida do czar. Os destaques são a Escadaria Cerimonial com afrescos magníficos e várias estátuas douradas, e o Ballroom luxuosamente dourado, que me lembrou do Salão dos Espelhos em Versalhes. Na verdade, o palácio e o parque em Peterhof são conhecidos como “O Versalhes Russo”.

Saint Petersburg São Petersburgo
Salão de festas

Após a visita almocei na praça de alimentação fora do Grand Palace e voltei para a cidade. Além dos principais pontos turísticos de São Petersburgo, também visitei a Catedral de Santo Isaac, Peter and Paul Fortress, Catedral Kazan e fiz um passeio de barco pelos canais de São Petersburgo.

São Petersburgo é o tipo de cidade que você visita e nunca esquece, seja pelos seus magníficos edifícios e palácios com influência ocidental, ou seus museus excelentes. É o tipo de cidade que magicamente te surpreende e encanta, com os seus trabalhos inigualáveis e opulentos de arte lindamente confeccionados a mão. O tipo de cidade que te deixa boquiaberto…

Lago Inle fazer em Mandalay 3 dias em Mandalay coisas para fazer em Londres São Petersburgo
Não vacile! Viaje sempre com um seguro de viagem.

Visitando São Petersburgo

  • Onde fica São Petersburgo?

São Petersburgo está localizada ao longo do rio Neva, na entrada do Golfo da Finlândia, no Mar Báltico (veja o mapa aqui).

  • Como chegar lá?

Existem várias maneiras de chegar a São Petersburgo:
* De avião: há um aeroporto internacional localizado a 23 km da cidade. O Aeroporto Internacional de Pulkovo recebe vôos de Moscou, Helsínquia, Seul, Zagreb, Pequim, Tel Aviv, Berlim, Praga e muitas outras cidades. Algumas das companhias que voam para este aeroporto são: Aeroflot e Rossiya (russas), SAS , Air Baltic , Air France , Turkish Airlines , Emirates , KLM e Lufthansa .

Os ônibus número 39, 39A e o microônibus “Marshrutka”  número K39, circulam entre a estação de metrô mais próxima Moskovskaya, e o aeroporto.

* De trem: existem partidas diárias de Moscou para São Petersburgo, e o trem mais rápido leva cerca de 3h e 30 minutos. Sapsan opera esses trens e oferecem diferentes opções, sendo que o trem mais barato pode levar em torno de 9h.
Há também trens que partem forma de Helsínquia com a companhia Allegro .

* De barco: há ferryboats que partem de Helsínquia, Estocolmo e Tallinn com Saint Petersburg Line

* De ônibus: há também ônibus de / para Tallin e Helsínquia com a empresa Lux Expresso saindo da Estação Baltic São Petersburgo. Esta é definitivamente a maneira mais barata.

  • Melhor época para visitar São Petersburgo

A melhor época para visitar São Petersburgo é durante o verão.
Do final de maio até início de julho as noites são brilhantes em São Petersburgo e acontece um fenômeno conhecido como Noites Brancas. Embora as verdadeiras noites brancas (quando o sol não desce abaixo do horizonte suficiente para o céu escurecer) normalmente duram de 11 de junho a 2 de julho, e há uma grande festival na cidade neste período.

  • Onde ficar em São Petersburgo?

Eu fiquei no  Aventlnn Hotel , perto da Nevsky Prospekt Avenue.

  • Quanto custa viajar para São Petersburgo?

* Vôo de Moscou a São Petersburgo com a Transaero: US$ 53.
* Três noites no AventInn Hotel : US$ 90, com café da manhã incluído.
* Bilhete para o Hermitage Museum: 600 RUB (US$ 10). Mas também há bilhetes mais baratos e é gratuito na primeira quinta-feira de cada mês.
Palácio Peterhof: Jardim Inferior e Fontes: 500 RUB (US$ 8); Grand Palace: 600 RUB (US$ 10).

Link Adicional

* Free Walking Tour São Petersburgo: PetersburgFreeTour .

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.