Melhor passeio de barco em Manaus

Você quer fazer um passeio de barco em Manaus?

Quando eu comecei a planejar minha viagem pro Amazonas, estava super convencido que faria o melhor passeio de barco em Manaus, que incluiria nadar com o boto-cor-de-rosa e visitar uma tribo indígena.
Entre uma infinidade de agências de viagens, eu escolhi Amazing Tours porque soube através de um amigo que o passeio seria de alta qualidade e com preço razoável.
Cheguei em Manaus no período da tarde, e no dia seguinte o pessoal da agência me pegou no albergue. O dia estava perfeito pro passeio: céu azul, ensolarado, e não muito quente.
Encontrei com mais algumas pessoas no porto, e pegamos um barco, que por sinal era muito bom, com assentos confortáveis (viajaríamos 150 quilômetros durante 6h), banheiro, e água gelada. O guia era muito experiente e falava Inglês, Português e Espanhol perfeitamente. No caminho para a primeira parada ele nos contou fatos interessantes sobre Manaus, e também a importância dos rios para os povos da Amazônia.

Swimming with the pink dolphin Tour in Manaus

Encontro das Águas

A primeira parada desse passeio de barco em Manaus foi um dos fenômenos mais interessantes que eu já vi: o encontro das águas. Rio Negro, que começa na Colômbia, e no Rio Solimões, que começa no Peru se encontram para formar o Rio Amazonas, o maior rio do mundo. Mas o fato mais interessante e intrigante é que esses dois rios correm juntos, lado a lado, entre 6 e 18 km sem se misturar!
Esses rios têm diferentes temperaturas, densidades e velocidades de fluxo: Rio Solimões, com água barrenta e cheia de nutrientes, é mais rápido, mais frio, e mais denso do que a água ácida escura do Rio Negro. Que fenômeno intrigante!! Eu estava em êxtase e começando a entender melhor porque as pessoas veneram tanto esses rios, e como eles são importantes para a população.

Manaus Riverine communities tour in Manaus
Encontro das águas

Visitando uma comunidade ribeirinha

Seguimos para a segunda parada desse passeio de barco em Manaus, uma comunidade ribeirinha flutuante, onde tivemos a oportunidade de aprender sobre o estilo de vida de seus habitantes.
Havia casas coloridas, escola, mercado e até mesmo um pequeno campo de futebol. Paramos em uma doca com lojas que vendem artesanatos, um bar com mesas, guarda-sóis e um lugar para a pesca.
Bem, na verdade não pescamos os pirarucus (um peixe típico da Amazônia que pode obter 2m de comprimento), e basicamente alimentamos eles já não tínhamos anzóis. O pirarucus comeram toda a isca, mas mesmo assim foi super divertido.

Interagindo com animais silvestres

Deixamos os ribeirinhos e seguimos para a Reserva Ecológica Janauary, o primeiro Parque Ecológico de cidade, e a nossa terceira parada desse passeio de barco em Manaus.

Mas antes de chegar lá, paramos em uma barra flutuante para que pudéssemos interagir com alguns animais silvestres. Um jacaré, uma preguiça e uma grande anaconda estavam lá esperando por nós.
Eu nunca fui um grande fã de cobras, e especialmente anaconda que pode te engolir facilmente, mas já que estava lá, não podia perder a oportunidade de colocar uma em volta do meu pescoço. Me senti bem e assustado ao mesmo tempo, já que a cobra estava lambendo minha pele o tempo todo…

Manaus Tour in Manaus
Ganhando um abraço

O jacarezinho de mais ou menos um ano e meio e 50 cm de comprimento estava bastante quieto, provavelmente cansado das longas horas de “trabalho”; a preguiça era tão adorável que você queria acariciá-la por horas e horas.

Chegamos ao Janauary parque para almoçar, apreciar o artesanato local, ver macacos e as vitorias-régias. Este parque é muito bonito e tem uma longa ponte elevada no meio das árvores. Quando comecei a caminhar sobre a ponte vi alguns macacos pequenos e super bonitinhos vindo em minha direção. Apesar de serem tão enérgicos e rápidos, consegui chegar perto deles.
No final da ponte, as enormes e encantadoras vitorias-regias tão comuns na Amazônia, outro jacaré e uma anaconda de mais ou menos 4m.

O almoço é servido neste passeio de barco em Manaus é muito bom, com uma grande variedade de peixes, saladas e sucos frescos. Depois do almoço, o barco voltou para a porto para deixar algumas pessoas, e se dirigiu a um dos momentos mais esperados e uma das razões que fui ao Amazonas.

Nadando com o boto cor-de-rosa

Quando deixei o porto de Manaus, o sol estava forte. O céu azul brilhante contrastava com a vegetação exuberante em torno do rio e, tinha vontade de saltar do barco e desfrutar de algumas das praias que vi ao longo do caminho.
Nesse ponto, eu tinha feito alguns amigos que também estavam fazendo esse passeio de barco em Manaus, e estávamos conversando, rindo, e especialmente admirando a paisagem deslumbrante.
O barco navegou no Rio Negro por cerca de 40min até chegar à plataforma flutuante onde iríamos nadar com o boto-cor-rosa.

O boto-cor-de-rosa é cheio de lendas, e embora eu seja brasileiro, nunca realmente levei isso a sério. A lenda para o povo ancestral da Amazônia era que o boto-cor-de-rosa se transformaria em um homem bonito e seduziria as moças e mulheres das comunidades ribeirinhas. Há contos de homossexualismo e de botos do sexo feminino também. É interessante que esses mitos serviram como desculpas para um comportamento inaceitável, tal como uma gravidez indesejada, ou um menino efeminado… Portanto, muitos destes animais foram mortos no passado, além de terem sido considerados um problema para os pescadores.
Hoje em dia o boto-cor-de-rosa superou todos esses problemas e tornou-se uma das principais atrações na Amazônia, atraindo e encantando milhares de visitantes de todo o mundo.

pink dolphin tour in Manaus

Pulamos do barco, colocamos nossos coletes salva-vidas, e finalmente entramos na água.
Assim que entrei no rio vi alguns botos-cor-de-rosa nadando a apenas alguns centímetros de mim. A água estava cheia e todos estavam ansiosos para ver, tocar e nadar com estes animais.
Os botos não ficaram nenhum um pouco intimidados com a nossa presença, e continuaram nadando debaixo de nossos pés e se batendo em alguns de nós. Estávamos surpresos e rindo muito.

Eu estava tocando e nadando com o boto-cor-de-rosa pela primeira vez na minha vida!

O rapaz responsável pelos botos saltou na água e um outro rapaz começou a jogar peixes para ele. Os botos-cor-de-rosa estavam vindo pra serem alimentados, e nos reunimos em torno pra vê-los. Os adoráveis botos pareciam tão hipnotizados pelo rapaz e os peixes, que estávamos acariciando eles e eles não se importavam nem um pouco. Que animal mais dócil !!

pink dolphin Tour is Manaus

Quando os peixes acabaram eles se foram. E embora o nosso guia estava nos chamando, nós não queríamos sair da água. Após o dia inteiro sob o sol, queríamos apenas curtir o rio, que por sinal estava uma maravilha.
Mas tínhamos que sair, porque depois de nadar com o boto-cor-de-rosa, iria visitar uma tribo indígena e eu estava super ansioso para isso.

Visitando uma tribo indígena

Indigenous tribe Tour in Manaus

Uma das razões que fui à Amazônia foi para visitar uma tribo indígena.

A tribo indígena que visitamos no passeio de barco em Manaus, Aldeia Cipiá, vive em torno de 80 km da cidade. Apesar da proximidade com a metrópole, ela ainda preserva as tradições.
Quando o barco chegou fomos recebidos pelo pajé em um grande barracão feito de madeira e palhas, e decorado com pinturas indígenas. Um homem em seus 60 anos, com o rosto parcialmente pintado, usando uma sunga coberta com um pedaço de tecido pintado na parte frontal, e folhas na parte traseira, um belo colar feito de dentes de jaguar, e um cocar decorado com penas azuis.
Todos eles usavam colares lindos feitos de sementes, penas e conchas, rosto pintado, e cocares. As mulheres usavam brincos e colares ainda mais impressionantes.

Os rituais

O pajé começou a apresentação dos rituais para receber visitantes. O primeiro foi a dança de Jurupari, um deus sobrenatural. Nesse ritual não há participação de mulheres e crianças, pois as mesmas não podem ver o instrumento.
Os adolescentes levaram seus enormes instrumentos de sopro de madeira, e começaram a fazer um som interessante, movendo-o para cima e para baixo.

Os rituais estavam apenas começando e eu já estava emocionado!

Indigenous tribe Tour in Manaus

O seguinte foi a dança de Japurutú executada apenas por homens, e os mesmos fizeram oferta de frutas, peixes, carnes e artesanato. Eles formaram um grande círculo, colocaram o braço esquerdo no ombro direito da pessoa da frente, e começaram a cantar na língua materna deles e a tocar seus instrumentos.
Uma por uma, as mulheres se alinharam no meio do círculo e, em seguida, cada mulher abraçou um homem. Assim, intercalados, eles dançaram a dança do Capiwayá. Esta dança significa “Sirva-me” e foi criada para socializar e misturar as línguas e raças porque no início eles eram todos irmãos e irmãs e não podiam se casar.
Eles continuaram cantando e girando em torno do barracão usando bambus, chocalhos, e diferentes tipos de flautas. Eu estava em êxtase testemunhando um ritual indígena pela primeira vez.
No final, começaram a tocar uma música super festiva com suas flautas para a Dança de Confraternização. Os visitantes masculinos foram convidados pelas mulheres indígenas, e as visitantes foram convidadas pelos homens indígenas para juntar-se a eles. Foi uma grande celebração da cultura indígena e de um património cultural que está se tornando cada vez mais difícil de preservar.

Cada um de nós, brasileiros e estrangeiros, ficou super comovido no final da apresentação.

O habitat de uma tribo indígena

No final ainda tivemos tempo livre para visitar a aldeia, e também comprar artesanato. As tribos indígenas vivem de forma muito simples, com barracões no meio da floresta, sendo alguns até mesmo sem paredes e só com redes para dormir.
Aproveitei a oportunidade para conversar com uma adolescente que falou português super bem, além do dialeto da tribo indígena;  ela me disse que frequenta uma escola nas proximidades.
Falei também com o pajé  que me disse que eles recebem visitantes, e as atividades diárias são pesca e caminhadas na floresta.

Saí da tribo indígena muito feliz de ver que eles ainda preservam sua cultura, que por sinal também é a minha própria cultura que apenas foi perdida gerações após de gerações da minha família. Também senti orgulho da miscigenação da população brasileira, porque no final nas contas somos todos indígenas.

Voltamos para o porto e ainda tive tempo de passear pelo centro histórico e admirar os casarões antigos coloridos.
Esse passeio de barco em Manaus não só me proporcionou experiências memoráveis, mas também a oportunidade de entender melhor o norte do Brazil.

Por todas essas razões esse é definitivamente o melhor passeio de barco em Manaus!

Comunidades Ribeirinhas boto-cor-de-rosa Passeio de barco em Manaus Visitar Manaus
Reserve seu hotel com a Booking.com, e eu ganho uma pequena comissão para seguir viajando e escrevendo 😉

Ver Vídeo: Melhor Passeio de Barco em Manaus

 

Visitando Manaus

  • Onde está localizada?

[huge_it_maps id=”12″]

 

  • Como chegar lá?

Manaus está rodeada por rios e a melhor maneira de chegar lá é por barco ou avião.

* De avião: Infelizmente não há muitas empresas internacionais que voam diretamente para Manaus. Algumas dessas companhias são: American Airlines , Copa Airlines e Insel Air .

Ainda bem que há voos de várias cidades do Brasil, especialmente de São Paulo e Brasília. As companhias que voam frequentemente para Manaus são: TAM , Gol , Azul e MAP .

* De barco: Há muitos barcos que ligam Manaus com outras cidades do Norte do Brasil, e também com a Colômbia e o Peru. Esses barcos são enormes e você dorme em uma rede (você tem que comprá-la).

Para Colômbia e  Peru leva em geral uma semana. Uma das viagens mais comuns é de Manaus a Belém (capital do Pará) e leva três dias e meio.

  • Melhor época para ir

Existem basicamente duas temporadas em Manaus: a estação chuvosa e com alta umidade (de dezembro a abril), e a estação seca e muito quente (de julho a setembro).
Sendo assim, a melhor época para ir é na baixa temporada: Maio / Junho e Outubro / Novembro.
Eu fiquei sete dias no início de abril de 2016, e por quatro dias o tempo estava ensolarado e quente, um dia nublado e dois dias de chuva forte.

  • Onde eu fiquei?

* Eu fiquei no Local Hostel Manaus .

  • Custos da viagem

* Voo de São Paulo para Manaus: R$ 349.
* Cinco noites no Local Hostel Manaus: R$ 235.
* Passeio com a Amazing Tours: R$ 300.

 Links importantes

Para mais informações sobre Manaus visite: www.visitamazonastour.com
Para reservar este passeio e outros passeio de barco em Manaus visite: Manaus Jungle Tours
Para verificar os horários de barco e preços, visite: www.portodemanaus.com.br

Obs.: Não se esqueça de tomar a vacina contra a febre amarela pelo menos dez dias antes da chegada.

* Fui convidado por Amazing Tours para fazer esse passeio de barco em Manaus, e todas as opiniões aqui são pessoais e imparciais.

  • Aluguel de Carros:Pesquise, compare e economize
  • Bookaway:Pegue um ônibus, barco, trem ou carro para as melhores localizações do mundo
  • Booking:Encontre as melhores ofertas de acomodações
  • GetYourGuide:Reserve experiências inesquecíveis em todo o mundo
  • SegurosPromo:Compare e encontre o melhor seguro viagem

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.