Joanesburgo: 6 Razões para Visitar & 1 para Não

Eu não tinha dúvidas de que visitaria Joanesburgo quando comecei a planejar minha viagem para África do Sul.

Joburg ou Jozi, como os locais referem-se a Joanesburgo, é a capital do estado sul-africano mais rico, Gauteng, e não somente a maior cidade da África do Sul, mas também uma das 50 maiores áreas urbanas do mundo.

Fundada em 1886 após a descoberta do ouro, a cidade cresceu rapidamente e é agora o centro comercial, financeiro, industrial e cultural da África do Sul .

Com dois aeroportos, Joanesburgo é a principal porta de entrada para o país, além de ser um ponto de conexão de voos para Cidade do Cabo, Parque Nacional Kruger e Durban. E é por isso que você deve aproveitar e visitá-la. Mas esta não é a única razão…

Joanesburgo África do Sul
Joanesburgo não é tão bonita quanto à Cidade do Cabo, mas a visita vale totalmente à pena.

6 Razões para Visitar Joanesburgo

Como muitas outras grandes cidades do mundo, Joanesburgo é super dinâmica, cosmopolita e tem muitas coisas para fazer e oferecer ao turista.

Eu passei apenas três noites em Joanesburgo e adorei. A vibe é muito diferente de qualquer outra cidade que visitei na África do Sul, as pessoas são simpáticas e as atrações turísticas são excelentes.

Se você ainda estiver perguntando se vale à pena visitar Joanesburgo, abaixo estão 6 razões pelas quais você deve.

1 – O comovente Museu do Apartheid

Se há lugar que eu realmente queria visitar em Joanesburgo, era o Apartheid Museum!

Inaugurado em 2001, este museu ilustra a ascensão e queda do Apartheid: um antigo sistema de segregação social e política e discriminação econômica originado na África do Sul em 1948 que durou até o início dos anos 90.

O acervo apresenta imagens provocativas de filmes, fotografias, painéis de texto e artefatos exemplificando eventos e histórias humanas que fizeram parte deste infeliz regime.

Devo dizer que uma visita ao Museu do Apartheid é emocionante! Quando você começar a ver fotos e ler os painéis relatando o que negros na África do Sul passaram, lágrimas irão rolar. Eu tive que segurar as minhas pelo menos duas vezes…

Reserve pelo menos três horas para visitar este museu. Você sairá de lá completamente emocionado (a) e envergonhado (a) deste capítulo da história da humanidade.

Joanesburgo viagem para África do Sul dicas
Museu do Apartheid.

2 – O chocante Constitution Hill

Além do Museu do Apartheid, o Constitution Hill, uma antiga prisão e fortaleza militar, é outro local para aprender sobre a jornada da África do Sul rumo à democracia.

Durante seus mais de 100 anos de história, este recinto confinou dezenas de milhares de homens e mulheres de todas as raças, credos, idades, status sociais e agendas políticas, incluindo Nelson Mandela, Mahatma Gandhi, Albertina Sisulu e Winnie Madikizela Mandela.

Uma visita a Constitution Hill leva em média duas horas e você pode explorar as diferentes partes deste Forte, incluindo uma seção para prisioneiros do sexo masculino conhecida como Number Four, a Ala Feminina, Ala da espera da sentença e também a mais alta corte sul-africana, o Tribunal Constitucional.

Joanesburgo África do Sul
Cela de Nelson Mandela.

Eu super recomendo fazer uma visita guiada!

Ao ouvir sobre as histórias de vida de alguns dos prisioneiros, o tratamento que foram submetidos, ver as condições das celas, aprender sobre as dietas determinadas pela cor da pele, o trabalho a que foram forçados a fazer (as mulheres tinham que limpar o chão extensivamente por horas para não ficarem ociosas), a hierarquia da prisão, a tortura e humilhação que eles sofreram (os homens tinham que executar a “tausa”, uma “dança” na qual eles estavam sem roupas e tinham que expor o reto para o diretor de inspeção), é chocante e perturbador .

Mas, ao mesmo tempo, esta é uma ótima maneira de entender a luta dos negros pela liberdade, que foi bastante notável neste país.

Joanesburgo, África do Sul
Imagina o que essas pessoas passaram…

Não perca Constitution Hill quando visitar Joanesburgo!

3 – Soweto: o quebrador de estereótipo de favela

Soweto foi outro lugar que eu realmente queria conhecer em Joanesburgo.

Uma cidade separada do final dos anos 1970 até 1994, Soweto, um acrônimo para “South Western Townships”, foi povoada em sua maioria por trabalhadores africanos nativos da indústria de mineração do ouro.

Durante o regime do Apartheid, essas áreas foram designadas como áreas “não brancas”, de acordo com as políticas de segregação.

Soweto foi o epicentro de muitos conflitos entre o governo e a comunidade negra, incluindo o levante do dia 16 de junho de 1976, que iniciado na cidade, espalhou-se por todo o país e culminou com a morte de muitos estudantes, dentre eles o garoto de 12 anos, Hector Pietersen, que se tornou um mártir. Em honra a Pietersen foram criados um museu e um monumento.

Hoje em dia, Soweto é cheio de atrações como o Nobel Laureate Walk, a única rua do mundo onde dois ganhadores do prêmio Nobel viveram; o Museu Mandela; Orlando Towers (o marco mais característico do bairro); Hector Pietersen Memorial e Museu, etc.

Joanesburgo África do Sul
Hector Pietersen Memorial

Eu fiz um tour de bicicleta no Soweto e foi extraordinário. O guia era muito entusiasmado e orgulhosamente nos levou ao redor do seu bairro. Posso dizer-lhe que Soweto parece mais um bairro pobre que poderia estar em qualquer outro lugar do mundo, do que uma favela “propriamente dita”.

Nós pedalamos por ruas com água corrente e pilhas de lixo, mas na maior parte nós estávamos em ruas asfaltadas e ao redor de casas bem bonitas.

Você deve definitivamente visitar Soweto!

As ideias, estereótipos e os preconceitos que você tem das favelas podem mudar completamente.

4 – Maboneng: um dos bairros mais legais do mundo 

Você provavelmente já ouviu falar de Manhattan, em Nova York, e do elegante bairro do Soho, em Londres. Mas, e Maboneng em Joanesburgo?

Bem, este bairro foi considerado pela Forbes em junho de 2018 como um dos 12 bairros mais legais do mundo. “ Uma área proibida até o final do Apartheid em 1994, Maboneng, desde então, transformou-se em uma área urbana animada onde a arte e a culinária florescem”.

Você pode sentir o caráter vibrante e único de Maboneng em suas ruas, edifícios, restaurantes e pessoas que vêm para apreciar suas galerias de arte e museus, feiras, bares badalados e festas incríveis.

Joanesburgo África do Sul
Prédio em Maboneng. Super legal né?!

Definitivamente uma das razões que eu amei Joburg foi porque me hospedei em Maboneng .

Me diverti muito vendo o pôr do sol de uma balada no Living Room Rooftop Bar, a música, as pessoas e vista eram incríveis; gostei da comida e do som ao vivo do Pata Pata Restaurant; conheci gente super legal nas feiras; e dancei muito no Shakers, um bar de cocktails com bons DJ’s e frequentado basicamente por moradores locais.

Você não pode perder Maboneng quando visitar Joanesburgo!

5 – As vibrantes feiras

Biltong, comida internacional, roupas e acessórios africanos produzidos localmente, pratos “exoticamente divinos”, artesanato africano, música ao vivo e gente descolada. Estes são apenas alguns exemplos do que você pode encontrar nas feiras de Joanesburgo.

Elas proporcionam mais do que uma opção de compra e passeio, mas uma maneira de explorar Joburg como você nunca viu antes.

Há muitas feiras de rua e em edifícios em Joanesburgo e as três mais famosas são: Market on Main (em Maboneng), Neighbourgoods Market (em Braamfontein), e Rosebank Sunday Market (em Rosebank).

Eu só tive oportunidade de visitar duas feiras de fim de semana e eu adorei.

O Neighbourgoods Market, localizado no coração da cidade num prédio de 15 andares, está aberto todos os sábados das 9h às 15h e na primeira quinta-feira de cada mês, das 17h até à noite. Nos dois andares há muitas coisas para comprar, deliciosa comida caseira, cervejas artesanais e coquetéis. Mas o melhor lugar é definitivamente o rooftop, que oferece uma excelente vista da cidade e também um espaço para aproveitar o sol e curtir a música ao vivo.

Market on Main, localizado em um armazém do início de 1900 e aberto todos os domingos das 10h às 15h, é outra feira que eu gostei demais. Esta feira faz parte do complexo Arts on Main, que possui estúdios para artistas, galerias e lojas interessantes.

Joanesburgo África do Sul
Barraca da “Exotically divine’s food”.

6 – O povo mais simpático da África do Sul

Se você acha que os sul-africanos são simpáticos, espere até chegar a Joburg.

Passei pouco tempo na cidade, mas conheci pessoas super bacanas. Na verdade, as mais simpáticas que conheci durante meus 40 dias na África do Sul.

Conheci gente nas feiras, bares, restaurantes, festas, os motoristas do Uber, e foram todos receptivos e sociáveis.

Enquanto passeava de bicicleta por Soweto, muitos moradores nas ruas gritavam: “Bem-vindo ao Soweto” e acenavam a mão. Foi emocionante notar que aquelas pessoas estavam realmente felizes com a nossa presença e me senti muito bem-vindo.

Quando estiver em Joanesburgo, não perca a oportunidade de fazer novos amigos. É uma cidade cosmopolita com pessoas super amigáveis e de cabeça aberta.

Joanesburgo África do Sul
Isso acontecia todo o tempo quando estávamos passeando de bicicleta em Soweto.

A única razão pela qual você não visitaria Joanesburgo

A cidade é bem perigosa

Muitas pessoas ignoram Joanesburgo quando viajam para a África do Sul pela primeira vez, porque acham que a cidade é muito perigosa e desinteressante.

Joburg tem uma taxa de criminalidade muito alta, em parte causada pela imensa pobreza e desigualdade social.

Confesso que ao olhar pela janela do táxi do terminal de trem para o centro da cidade, Joanesburgo parecia uma cidade horrível e pouco atraente, com muitos prédios abandonados, ruas sujas e mendigos.

Joanesburgo África do Sul
Centro antigo de Joanesburgo.

Durante minha viagem, um amigo sul-africano me disse para tomar cuidado em Joanesburgo. Eu não levei o seu conselho a sério e quase paguei um preço alto por causa disso.

Nos meus primeiros 5 min na cidade, sofri duas tentativas de roubo… Mas embora isso tenha acontecido, eu ainda adorei Joburg!

Portanto, esteja vigilante, tome cuidado com seus objetos de valor e, sempre que possível, escute o conselho dos moradores pois eles conhecem a cidade melhor que você.

Esteja também preparado para pegar táxis / Uber constantemente porque há muitas áreas inseguras em Joanesburgo e você não pode caminhar de uma atração turística para outra. Infelizmente!

Joanesburgo África do Sul
Mandela Square em Sandton, é uma das áreas mais seguras em Joanesburgo África do Sul

Estas são apenas 6 grandes razões para visitar Joanesburgo, mas é claro que existem muitas outras.

Não deixe Joanesburgo fora de sua lista por causa da má reputação e taxas de homicídio (que por sinal apor está mais baixa que Western Cape). Basta estar atento ao invés de entrar em pânico e você poderá curtir esta cidade tanto quanto eu.

Boa viagem e divirta-se em Jozi!

Não deixe de conferir: Viagem para África do Sul: 10 Dicas Importantíssimas

Seguro de viagem é obrigatório para entrar na África do Sul. Usando nosso cupom na  Seguros Promo você ganha 5% de desconto 😉 Compre o seu seguro viagem aqui.

A Seguros Promo oferece os melhores e mais completos planos de seguro viagem da internet, trabalha com as melhores seguradoras do país, e além disso, também oferece o melhor preço do mercado.

playa ancon o que fazer em havana Lago Inle fazer em Mandalay 3 dias em Mandalay coisas para fazer em Londres São Petersburgo casa particular
Não vacile! Viaje sempre com um seguro de viagem.

Visitando Joanesburgo 

  • Onde fica Joanesburgo?

Joanesburgo está localizada no Highveld, uma região de planalto na África do Sul, a uma altitude de 1,750m acima do nível do mar (confira a localização exata aqui).

  • Como chegar em Joburg?

Joanesburgo é servida principalmente pelo Aeroporto Internacional OR Tambo para voos domésticos e internacionais. O aeroporto de Lanseria, localizado a noroeste da cidade e mais perto do centro de negócios de Sandton, é usado para vôos comerciais para Cape Town, Durban, Port Elizabeth, Botsuana e Sun City.

Você pode comprar sua passagem aqui com Skyscanner, que é o site que uso e confio.

O trem de alta velocidade, Gautrain, liga o Aeroporto Internacional OR Tambo aos bairros de Sandton, Midland, Sandburg e Rosebank, e liga o centro de Joanesburgo a Soweto, Pretória e à maioria das cidades-satélites ao longo do Witwatersrand.

Para se deslocar pela cidade, a melhor coisa é pegar um Uber, eu realmente recomendo baixar o aplicativo e criar uma conta (só tome cuidado com o IOF). Outra opção é o Ônibus Hop-On Hop-Off.

Há também um Hop-On Hop-Off bus da Cidade do Cabo para Joanesburgo.

  • Melhor época para visitar Joanesburgo?

Joanesburgo possui um clima ensolarado, com os meses de verão (outubro a abril) caracterizados por dias quentes seguidos por trovoadas à tarde e noites agradáveis. E os meses de inverno (maio a setembro) caracterizados por dias secos e ensolarados, seguidos por noites frias.

As temperaturas em Joanesburgo costumam ser bastante amenas devido à alta altitude da cidade, com uma temperatura média diurna máxima em janeiro de 25,6 °C, caindo para uma média máxima de cerca de 16 °C em junho.

As melhores épocas para visitar Joanesburgo são de Março a Maio e de Setembro a Novembro. Durante esses meses de baixa temporada, as multidões diminuem, os preços caem e o tempo está relativamente quente e seco.

Eu visitei Joanesburgo em agosto, estava muito seco e bastante frio para os padrões brasileiros no começo da manhã e à noite.

  • Onde ficar em Joanesburgo?

Se você estiver procurando acomodação em Joanesburgo, minhas recomendações são:

EconômicoCuriosity Backpackers e Hotel Galaxy Tower
Ótimo Custo / Benefício: Signature Lux Hotel by ONOMOMercure Johannesburg Sandburg e Sunnyside Park Hotel
Luxo: Radisson Blu Hotel SandtonProtea Hotel by Marriott Balalaika Sandton e The Michelangelo Hotel

  • Passeios e Transfers em Joanesburgo

Joanesburgo

Deixe um comentário